Às vezes é preciso ficar mais forte

Texto por Paola Martins



O insucesso em uma etapa pode comprometer e atrasar nossa evolução, no que quer que seja.


Lidar com a frustração e a dor do fracasso não é fácil.

Muitas vezes, ela nos corrói, destrói, conspurca por completo.


Mas o que esquecemos de levar em consideração é que o fracasso só existe para aqueles que tinham alguma chance de sucesso.


Quem sequer entra na arena, quem nunca tem chances de ganhar, não perde.

Só que mais certo do que isso: nunca vence, jamais avança.


Quando o insucesso nos assola, temos o direito de sentir a dor que o acompanha. Faz parte do jogo.


Todavia, é importante reconhecermos a força que tivemos que ter para chegar àquela derrota: subir no ringue e aceitar a batalha exige coragem.

E toda a coragem é movida pela força que vem do coração.


Para vencer a guerra é preciso ficar mais forte.

E nem só de força poética vivemos.


Sim, é preciso fortalecer nossos corpos sutis: nossa mente e nossas emoções precisam de atenção, cuidado, amor e carinho para serem mais potentes.


Porém acabamos esquecendo que nosso corpo físico igualmente precisa ficar mais forte.


Somos tudo o que toca nossa pele.

Cada fração de segundo, cada molécula de ar, cada gota d’água.

Também somos cada hábito, cada alimento e todos os condicionamentos.


Às vezes é preciso ser forte, e o fortalecimento começa pelo corpo mais denso.


Quando é preciso ser forte ? A todo o instante.


Mas não perca de vista que a verdadeira força só se manifesta na sutileza.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags