Desligue o celular e conecte-se com você.

April 23, 2009

Como seria a sua vida sem o telefone celular? Sem Messenger? Sem Skype? Sem e-mail? Mesmo que apenas por alguns instantes. Difícil, não é? Estamos constantemente ligados a tudo e a todos. Parece até pecado não responder uma mensagem ou não atender ao celular no instante em que nos ligam sem sermos interrogados invariavelmente com a pergunta: "onde tu estavas que não me atendeu?" Precisamos estar sempre disponíveis para quem quiser nos achar, a qualquer momento? Vivemos uma neurose endêmica, uma necessidade incontrolável de ter todas as informações no instante em que queremos. Nossos avós viviam muito bem com apenas uma linha de telefone fixo, quando a tinham.

 

Inclusive, as coisas estão tão imediatistas que acabamos invertendo valores e confundindo nossas prioridades. Damos mais atenção ao mundo virtual do que às pessoas de verdade, no mundo real. Inclusive, há muitos relacionamentos que começam, se mantém e terminam pela internet, ou pelo telefone. Como assim? Pessoalmente, não entendo como isso seja possível. Há algo de muito estranho. Ou, simplesmente, estou apegado aos bons costumes e maneiras que aprendemos tempos atrás. Continuo achando que devemos tratar assuntos importantes pessoalmente e não a distancia. Mas, essa é só a minha opinião.

 

Há pouco tempo, fui fazer uma visita que estava devendo a um amigo em sua empresa. Marquei uma hora e me desloquei de meu local de trabalho para tomarmos um café no escritório dele e colocarmos alguns assuntos em dia, inclusive de negócios. No curto espaço de tempo que estivemos juntos, no mínimo a metade do tempo de nossa reunião este meu amigo dedicou para atender telefonemas e responder ao MSN. Não fiquei chateado, mas saí de lá pensando: será que isso é a regra? Assim,  interroguei algumas pessoas sobre o assunto e percebi que essa prática está, sim, se tornando comum. Estamos dedicando mais tempo e importância a um mundo que não tocamos, um mundo virtual que nos bombardeia de informações e imagens 24h por dia, do que a relações reais e tangíveis.

 

Sinto que o calor humano nesta era informatizada está esfriando. Não prego o extermínio da tecnologia, pelo contrario, acho que devemos utilizá-la cada vez mais. Mas, um e-mail ou um sms jamais devem substituir o contato olho no olho. Não importa o quão ocupados ou atarefados nós somos sempre devemos reservar alguns instantes de nossa vida para tomar um café com nossos amigos e familiares. 

 

Nesta correria de nossas rotinas nos afastamos das pessoas e nos afastamos de nós mesmos. Dedicamos pouco tempo para nossa saúde e qualidade de vida. Algumas vezes devemos fazer força para sair de círculo que nos prende. Convide um amigo ou uma amiga para almoçar, ligue para seus avós que certamente ficarão muito felizes em saber como você está. Jante na casa dos seus pais vez por outra. E quando estiver com eles, desligue o celular por uma hora e dedique-se com alegria a estes momentos. Você vai se surpreender como existe vida e alegria nestes pequenos e singelos momentos de contato.

 

Fabiano Defferrari Gomes

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags