ENTRE EM CONTATO CONOSCO:

(51) 3061 3115
  • Facebook
  • Instagram
  • Whatsapp

©2018 FABIANO GOMES SCHOOL

O dia não precisa de mais horas: você precisa de mais foco!

É natural que, à medida que um bem começa a faltar, seu valor aumente proporcionalmente à sua demanda. Essa realidade pode ser aplicada não somente a mercadorias e serviços, mas também a elementos mais sutis. Observemos o que ocorre com o tempo. Menos tangível em comparação a objetos ou elementos da dimensão física, sem dúvidas o tempo constitui um elemento que afeta as nossas vidas de maneira substancial. 

 

Como dizia Jorge Luis Borges: “o tempo é a substância da qual fui feito”. E o genial escritor não se equivocava nessa afirmação, porque somos isso: tempo. Nesse transcorrer do tempo está nossa obra, nossa contribuição, nosso existir e também o legado que deixamos quando o nosso se esgota. Por isso é tão valioso saber administrá-lo, gastá-lo de maneira construtiva, saber que é um bem muito precioso, fugaz e a base sobre a qual se edifica nossa vida. 

 

É evidente que o tempo se ajusta às diferentes percepções que cada um tem sobre ele. Esta diversidade de interpretações é uma construção humana que influencia de maneira muito importante a vida individual e coletiva. Cada pessoa tem seu tempo, suas pausas, seus ritmos, e devemos saber nos relacionar dentro desta gama de percepções diversas.

 

Quando o relógio predomina, o tempo é uma mercadoria muito valiosa. A frase atribuída a Benjamin Franklin estabelece isso claramente: tempo é dinheiro. Em compensação, culturas onde os acontecimentos estabelecem o seu tempo e seu valor, o comportamento geral é mais flexível e as relações humanas ocupam um lugar de maior importância.

 

Tempo e dinheiro são medidos de maneiras diferentes. Considero importante administrar corretamente o tempo, não perde-lo por falta de concentração, ou por sua utilização em atividades que não gerarão resultados. Podemos incorporar um ritmo produtivo, com resultados eficazes e sem stress excessivo se aprendemos a fazer isso.

 

No ambiente de trabalho, por exemplo, é possível evitar a palavra “URGENTE” – que já predispõe a produção de exageradas doses de adrenalina – se cada um estabelece uma relação mais consciente, lógica e construtiva com o tempo. O Método DeRose nos brinda com ferramenta efetivas para treinar a administração do tempo, partindo de uma clara percepção que precisamos incorporar: trabalhar sobre o que somos para fazer melhor o que fazemos.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags