Quatro hábitos para desenvolver a inteligência emocional



A inteligência emocional é considerada uma das características mais relevantes para êxito profissional e pessoal. A inteligência emocional trata-se da capacidade de administrar as próprias emoções e usá-las a seu favor. Além do conhecimento próprio, esta habilidade influencia na sensibilidade em relação aos sentimentos dos outros. De ambas as formas, esta inteligência promove relações mais saudáveis e decisões mais assertivas.


Por que desenvolver a inteligência emocional é importante?


Talvez você conheça algumas pessoas que são realizadas na vida pessoal, mas não conseguem conquistar espaço profissional. Muitas vezes, esta dificuldade pode estar vinculada a incapacidade de lidar com as situações que surgem no ambiente de trabalho. Profissionais das gerações mais jovens têm dificuldades com modelos engessados de gestão, questionam mais e resistem a atividades que não consideram relevantes. Deste cenário, podem surgir conflitos e frustrações. Por isso, a resiliência, capacidade de compreender e se adaptar a situações adversas, anda sempre de mãos dados com o controle emocional.


Essas habilidades não são características exclusivas de pessoas naturalmente iluminadas, mas sim capacidades que podem ser incentivadas e desenvolvidas . Há alguns passos que você pode praticar para alcançar essa maturidade.

Preste atenção a seu corpo e comportamentos Olhar para si mesmo vai ao encontro em um dos princípios básicos da inteligência emocional: o autoconhecimento. Você só vai conquistá-lo se estiver atento aos sinais que seu corpo e atitudes emitem. Fique atento a suas reações diante de determinada situação. Se facilitar, anote e depois observe padrões de comportamento.Obviamente, melhorar um hábito fica muito mais simples se você detectá-lo.

Pratique a empatia Empatia é a capacidade de olhar para o próximo e entender por que ele ou ela está agindo de certa forma. A comunicação com seus colegas, familiares e amigos vai ser muito mais simples se você souber como estão se sentindo. Muitos comportamentos que lhe incomodam em terceiros têm raízes específicas e podem ser trabalhados de forma muito mais prazerosa a partir da empatia. Comece praticando consigo mesmo. Questione-se. Por que estou agindo de tal forma? O que esta situação está provocando para eu me sentir assim?


Regule suas emoções A atenção a si próprio é fundamental. A reação é um comportamento imediato e impulsivo, que pode gerar conflitos em vez de resolver os que já existem. Existe uma diferença entre esta reação imediata e a resposta a uma situação. Com a resposta, que trata-se de um processo consciente para gerenciar momentos. Assim, você lida de forma mais controlada com situações de tensão e estresse.


Resolva os conflitos de forma positiva Ao receber uma atividade estressante ou crítica mal colocada, você pode ter uma resposta negativa a situação. Não deixe um momento estragar o seu dia, modificar seu humor e planos. Tente sempre listar ao menos um aspecto positivo em cada situação, encare os desafios como uma oportunidade de crescimento.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags