top of page

A primeira prática a gente nunca esquece

Por Paula Lucchese Cordeiro


O início de uma jornada de transformação


Quando recebi o convite de um amigo para conhecer uma Escola de Yôga e Meditação, há mais de dois anos atrás, minha resposta foi instantânea: TOPO!

 

Já fazia algum tempo que eu pensava em começar, mas nunca quebrava essa inércia. Não é novidade para ninguém que meditar é uma prática milenar, que tem sido usada por muitas filosofias para alcançar o autoconhecimento e a expansão da consciência; é uma técnica mais do que comprovada pela neurociência para alcançar foco e concentração, ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade, e promover a felicidade, além de melhorar a saúde mental e física.


Eu já tinha feito algumas "meditações guiadas” através da infinidade de aplicativos e vídeos que existem pela Internet afora, mas considerando que esse convite surgiu em Janeiro de 2022, logo após a pandemia, eu tinha o desejo de aprender à moda antiga: em uma sala de aula física, na presença de seres humanos! Estava cansada de me conectar com o mundo através de uma tela e queria estar em contato com outras pessoas, ter experiências reais ao invés de digitais.

 

Em uma Segunda-Feira de verão, lá fomos eu e Renato, meu melhor amigo, fazer nossa primeira prática com o Prof. Fabiano Gomes, em uma sala espetacular. Meu primeiro encontro com o EVA azul foi inesquecível. Foram 60 minutos de um mergulho profundo... para dentro de mim mesma.

Mais do que compreender exatamente o que eu tinha feito – os exercícios respiratórios, os ásanas, as técnicas de descontração e concentração, que foram incríveis e me fizeram sair com um enorme bem-estar – o que mais me marcou foi estar por todo este tempo absolutamente presente, sem julgamentos, sem pressa, sem distrações: tive uma breve experiência do que significa vivenciar atenção plena.

 

Desde então, nunca mais parei e embarquei em uma jornada fascinante de autoconhecimento, algo que certamente vai durar a vida toda. Alguns meses depois, já começando a entender melhor as técnicas e propostas do DeRose Method, iniciei meu processo de formação para virar Instrutora... mas isso já é assunto para um próximo post.


 

Para sair da inércia: Você é iniciante e quer começar a meditar em casa até agendar sua aula na Escola? ;-)

Comece por colocar em prática estas 5 dicas:

 

1. Encontre um lugar tranquilo e confortável para meditar; pode ser em casa, no parque ou em qualquer outro lugar onde você se sinta seguro e relaxado. Garanta que você não será interrompido.

2. Escolha um horário que se encaixe na sua rotina; alguns preferem meditar de manhã, outros à noite.

3.  Adote uma posição confortável; sentado é o ideal, mas você também pode deitar ou ficar de pé, desde que sua coluna esteja ereta e os músculos relaxados.

4. Comece focando na sua respiração; inspire profundamente e expire devagar pelo nariz. Se se distrair, volte a atenção para a respiração. Com o tempo, ficará mais fácil se concentrar por mais tempo.

5. Pratique regularmente; meditar é um hábito diário. Comece com cinco minutos por dia e vá aumentando gradualmente. Com o tempo, você conseguirá meditar por períodos mais longos.


 

Para ler: HÁBITOS ATÔMICOS, de James Clear


Aos leitores vorazes que querem incluir em sua vida um novo hábito, meu livro favorito no assunto é Hábitos Atômicos, de James Clear: com uma leitura leve, recheado de ciência (acessível!) e experiências pessoais, James explica que a nossa vida é essencialmente a soma dos nossos hábitos e propõe um sistema objetivo para adquirir novos hábitos, deixando os maus para trás.


“Todas as grandes coisas são originadas de pequenos começos. A semente de todo hábito é uma única e minúscula decisão. Mas como essa decisão é repetida, um hábito brota e se fortalece.” 

Para ler com um cafezinho e um caderno de anotações

 

Pensamentos do Professor DeRose

“Não penses no que pode perder, mas lembra-te do que queres ganhar.

Esse é o princípio da técnica denominada mentalização. Pensando no que podemos perder, criamos matrizes de fracasso. Tendo em mente o que queremos ganhar, geramos arquétipos de conquista. Mas não é só isso. Pensando no que podemos perder, nós nos imobilizamos. Imaginando o que queremos ganhar, incorporamos motivação e incentivo que nos empurram para a ação.”


Do livro Pensamentos Desvendados, DeRose, 2021.

 

***

Vem praticar!

Você está convidado a fazer uma aula na Fabiano Gomes School. Entre em contato conosco e agende seu horário!

Instagram: @fabianogomes_school






1 Comment


Shani Stein
Shani Stein
há 7 dias

Muito legal ler sobre a tua experiência contada pelo teu ponto de vista, Paulinha! Adorei adorei.

Like
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
bottom of page