Extraordinário

Texto por Paola Martins

O extraordinário acontece todos os dias, o tempo todo. Mas não reparamos.


Só trazemos nossa atenção para os feitos gigantes que fazem bastante barulho. A morte, o casamento, a formatura, o término do relacionamento, a promoção no emprego, aquela viagem internacional, etc.


Queremos o tempo inteiro fogos de artifício e não valorizamos as fagulhas.


Deixamos à margem o extraordinário que acontece conosco no dia a dia: o café passado, a luz do sol do rosto, o cheiro da erva mate cevando de manhã cedo, o beijo apressado, o abrigo do cobertor preferido em uma noite fria, a playlist que embala nossos dias de trabalho, o bom dia da família no grupo do whatsapp...


Esquecemos que a vida só acontece neste instante e só acontece nos detalhes.


Se não nos fizermos atentos aos pormenores, tornamo-nos meros espectadores da nossa própria existência.


Assumir o protagonismo da nossa vida exige que estejamos atentos, o tempo inteiro, aos pingos nos Is. Precisamos estar plenamente presentes no momento para sermos capazes de perceber o desenho da íris nos olhos de uma pessoa quando estamos conversando com ela.


Dar-se conta destes detalhes é viver a vida em estado de arte.


Reclamamos bastante sobre a falta de magia, a falta de poesia, a falta de amor nas nossas rotinas. Mas tentamos ativamente colocar esses elementos no dia a dia?


Normalmente falhamos neste aspecto.


Não, você não precisa aplaudir o pôr do sol todos os dias (mas se quiser, ótimo). Mas você pode sorrir sempre que alguém lembrar de você e enviar um meme. Valorizando o simples, ficamos mais perto, gota a gota, de uma vida extraordinária.


E lembre-se: como o Prof. Fabiano sempre nos diz, o extraordinário dá trabalho pra caramba!


Que tal começar agora?


Acesse o site abaixo:




Posts Recentes