Hábitos para Alta Performance

Texto por Paola Martins



Você faz o seu melhor, em tudo, todos os dias?


Soa cansativo, né? E sem método, pode ser mesmo.


Como nos ensina o Prof. DeRose, “Todos querem ser locomotiva, mas depois ficam reclamando por ter de puxar os vagões”.


E não é para menos que reclamam: ser locomotiva, e depois precisar puxar os vagões exige de nós um nível de energia que nenhuma graduação, especialização, MBA, mestrado ou doutorado nos ensinam a ter.


Para transitarmos pelo mundo em níveis ótimos de energia e vitalidade, precisamos levar a sério o autoconhecimento e o autocuidado.


Autoconhecimento, pois precisamos estar atentos aos sinais dos nossos corpos, quando nos indicam, por exemplo, fadiga e sobrecarga. Neste ponto, precisamos aumentar a nossa energia, para darmos conta das tarefas e da demanda. Ai é que entra o autocuidado: urge que tenhamos espaço nas nossas agendamos para o cuidado conosco.


É a falta desses espaços que faz com que chova burnout por ai, em todas as áreas e em todas as profissões.


Por isso, precisamos otimizar nossos hábitos.


Não é, necessariamente, sobre diminuir a nossa carga de trabalho e das atividades. Isso, para muitos de nós, é, inclusive, impossível. Mas é sobre reforçarmos nossa estrutura biológica e mental para darmos conta de todas essas demandas.


A solução não é parar tudo. Ora, quantas vezes você tirou um final de semana inteiro só para dormir, e chegou no domingo ainda mais cansado?


Se tivesse optado por alguma atividade estimulante, que promovesse esse autocuidado, como treinamento de descontração ou prática de meditação, talvez seu resultado fosse outro. Fosse melhor.


Conhecer-se o suficiente para identificar quais práticas e quais atividades você necessita em cada momento, com a finalidade de aumentar os seus níveis de energia e de vitalidade de forma efetiva: isto são hábitos de alta performance.


É sobre dormir diariamente o número de horas que o seu corpo precisa, não que o seu colega de trabalho dorme. É se alimentar nos horários que o seu corpo sente fome, e comer aquilo o que o seu corpo precisa para se nutrir, e não comer seus sentimentos em um pote de sorvete. É se relacionar diariamente com pessoas que te motivam, e não que te pesam como âncoras. É treinar todos os dias meditação, nem que seja por 5 minutos, ao invés de treinar 60min 1x por mês.


Na dúvida de como começar?


Que tal dar esse primeiro passo AINDA HOJE, ONLINE, e de forma totalmente GRATUITA?


Cadastre-se na nossa plataforma online, e tenha acesso à aulas de meditação, foco e movimento, incluindo atividades práticas de respiração, ao vivo e de forma interativa, para que você desenvolva hábitos que, incorporados na sua rotina, te alçarão à alta performance em qualquer área da sua vida.


Acesse nossa plataforma abaixo:


Nos vemos lá!


Posts Recentes