top of page

Imprevisibilidades

Texto por Paola Martins



A estabilidade jamais dura além do fragmento de um instante. Assim que você piscar ou inspirar, surge o movimento, e com ele, as dispersões e mudanças.


O átimo de segundo em que temos a chance de verdadeiramente experenciar a estabilidade é planejado para vir e se ir, nunca ficar.


Aceitar esta realidade muda a forma como encaramos a vida e como transitamos pelo mundo.


A verdade é que você nunca sabe: é impossível prever o dia de amanhã, se choverá ou haverá sol, se as flores voltarão a brotar de um solo árido, se existem outras forma de vida em algum lugar desta ou de outra galáxia, se o coração sente o que os olhos não veem, se o emprego dos sonhos cairá do céu azul, se o sol vai passar a queimar com mais força ou simplesmente deixar de brilhar um dia, se existe um amor maior esperando na próxima esquina, se os filhos serão ou farão o que você planejou por eles, se o amigos permanecerão ou desaparecerão ao menos sinal de problemas, se o avião fará todo o percurso sem cair ao solo, se onde antes havia apenas amizade surgirá a paixão, se a maré não lavará toda essa areia amanhã de manhã.


Nada é intransitivo.


Nossos planos vão se moldando o tempo inteiro, à medida que a teia da realidade é tecida diante de nossos olhos, a cada segundo.


Você enxerga? E se não enxerga, tem certeza que quer ver?


Ou prefere se deixar ser sugado pela rotina até ser cuspido do outro lado apenas na hora da morte (que também virá de surpresa)?


A imprevisibilidade é tudo o que existe.


É a inconstância, a incerteza, a instabilidade, as mudanças a todo o instante.


Acontece quando você planeja toda a semana e tudo vai para os ares já na segunda de manhã.


É o que te pega desprevenido quando você tem o itinerário da viagem todo definido contando com o céu azul, mas se depara com 15 dias ininterruptos de tempestade.


Mostra-se naquele trajeto de casa para o trabalho - que dura todos os dias apenas 20min - mas hoje, logo hoje que você tem uma reunião inadiável com um cliente importante - já está parado há mais de uma hora.


Esfrega-se na sua cara quando você define todos os planos da sua vida, os marcos essenciais aos 15, aos 20, aos 30 aos 40... E surge algo ou alguém e vira seu mundo de cabeça pra baixo, fazendo você se desfazer de todas as ideias que você fazia de você mesmo.


A imprevisibilidade é tudo o que há.


Você pode apenas optar por viver em paz e harmonia com esta realidade, ou resistir a ela.


Mas lembre-se: a resistência ao inevitável não gera nada além de sofrimento, num gasto infrutífero de energia.


Coloque atenção e intenção naquilo o que você realmente pode controlar: sua reação aos momentos de instabilidade.


Se você já perdeu a hora, porque aceitar perder também o bom humor?


Se o amor já acabou, porque deixar que se acabe também o afeto e o respeito?


Se o prazer se foi, pra quê permitir que lhe escape o sorriso?


Faça o melhor com as cartas na mesa: não há como embaralhar de novo, há apenas como adotar novas estratégias de jogo.

Comentários


Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
bottom of page