Você já não é mais o que foi ontem

Texto por Paola Martins




É engraçado pensar que por mais que você esteja hoje exatamente no mesmo lugar físico que estava há um ano atrás, cercado das mesmas pessoas, vestindo as mesmas roupas, usando o mesmo corte de cabelo, ainda assim, nada mais é, neste instante, como era antes.


Porque tudo muda o tempo inteiro e nada permanece no mesmo estado por tempo além do que a fração de um instante.


Você já não é mais o que foi ontem.


Ufa!


Quantas coisas você experienciou nesta última semana, neste último mês, nesse último ano, nesta última década?


Coisa pra caramba, certo?


Cabe uma vida inteira num suspiro.


Cada ciclo respiratório é uma nova vida.


E tudo é impermanência o tempo inteiro.


Por isso que o apego é tão ilusório: é impossível apegar-se à realidade, pois o agora já nem existe mais, enquanto escrevo, já ficou para trás.


Qualquer apego, é, portanto, ao passado.


E o passado, você bem sabe, só cabe na memória.


A vida é feita de muito mais momentos de instabilidade, de mudança, de movimento, do que estabilidade e retidão.


Linhas retas sequer existem para além da nossa imaginação, sempre que olhamos o que quer que seja de perto, já pequenas pegadas de imperfeição.


O que faz você ir mais longe é como você responde e reage a cada desequilíbrio, instabilidade, bola nas costas e rasteira que a vida te der pelo caminho.



Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags