A sofisticação das coisas simples

Texto por Paola Martins

Fazer com que as coisas se tornem simples exige um esforço hercúleo. O mais elevado grau de refinamento de sofisticação reside, justamente, naquilo o que é simples, pois já foi suficientemente lapidado e estressado, até atingir o patamar da excelência.


Somente aquele que possui décadas de prática diz que tocar piano é simples.


Essa premissa se aplica, em maior ou menor escala, para tudo o que fazemos. Nosso trabalho, nossas habilidades de relacionamento, um exercício físico, uma língua nova… Todas as coisas só adquirem simplicidade depois de passarem pelo árduo processo de refinamento.


Acontece que, na maioria das vezes, assim que atingimos a maestria suficiente para que algo se torne simples aos nossos olhos, passamos a desenvolver um certo menosprezo, um descaso.


Quando aprendo a tocar bem um instrumento, deixo de praticar, porque se torna muito simples, e quero um desafio maior.


Quando estou em um relacionamento amoroso saudável que parece mais uma caminhada na praia e não um passeio em uma montanha russa, termino o relacionamento, desvalorizo, não gosto da simplicidade, busco o drama.


Quando consigo resolver um problema complexo de um cliente, da próxima vez que algo parecido aparecer, passo para outra pessoa, pois para mim já é muito simples, quero “sair” da zona de conforto.


Não há nada de errado com o conforto. Não há nada de errado em valorizar as coisas simples. Lembre-se nada é simples para você porque já caiu do céu assim com essa simplicidade toda. Antes era um carvão. Você aplicou a quantidade certa de energia, nas condições adequadas de temperaturas e pressão, e transformou aquilo em um diamante.


Valorize isso.


O simples, só é simples, porque antes deu muito trabalho. Se não para você, para alguém antes de você. Valorize a sua energia. Valorize a energia daqueles que te cercam.


Você não precisa usar trajes de gala todos os dias para se sentir vivo. Dê valor aos dias que você passa vestindo calça jeans (ou mesmo pijama). Muitas pessoas trabalharam com afinco para possibilitar que você se vista desta forma hoje.


Você não precisa atravessar a cidade caminhando. Dê valor às alternativas de mobilidade urbana. Muitas pessoas dedicaram a vida para possibilitar a acessibilidade que você usufrui hoje.


Dentre tantos outros exemplos… Valorize tudo o que for simples.


Abra os olhos para encontrar a transcendência, pela simplicidade, em todas as coisas da vida. A jornada será muito mais prazerosa.


Que tal começar agora?


Acesse o site abaixo:




Posts Recentes